Blog

Gestão é a nossa causa.

Empreendedores Autodestrutivos

Empreender parece sempre uma boa ideia. Afinal, quem não quer ser dono do seu próprio negócio? No entanto, isto demanda tempo, disciplina, capital e, acima de tudo, perseverança.

Durante este processo, é praticamente impossível não cometer nenhum tipo de erro. Porém, é possível evitá-lo ao máximo. Abaixo, confira 7 características consideradas autodestrutivas e que podem acabar com o negócio de qualquer empreendedor.

1. Ego

A pessoa que acha que sabe tudo nunca será capaz de aprender algo novo. E sem novas ideias não há crescimento. Se o seu ego está te impedindo de aprender e implementar novas formas de fazer negócio, você está fadado ao fracasso.

2. Senso de direito

O mundo não lhe deve nada. Pensar o contrário conduz à ingratidão, frustração e raiva. E nenhum desses traços é saudável para uma empresa. Sucesso a longo prazo é resultado de muitos sacrifícios, trabalho duro e perseverança.

3. Autofoco

Empresários bem sucedidos se perguntam constantemente como seu produto ou serviço pode servir melhor seus clientes. Quando um empreendedor está focado apenas no que ele pensa, ele perde de vista as necessidades do freguês. Esta falta de foco pode te levar a uma menor inovação e consequente deterioração do negócio.

4. Negatividade

A negatividade é contagiosa e pode afetar funcionários e clientes. Nenhuma situação melhora se adicionarmos negatividade. Criar um ambiente positivo ajuda a ter funcionários mais felizes e um próspero negócio.

5. Complacência

Complacência leva a oportunidades reduzidas ou perdidas. Lembre-se: nem sempre as coisas acontecem no timing perfeito, você nunca terá tudo e sua empresa sempre pode melhorar.

6. Flexibilidade

O ambiente de negócios muda mais rápido do que você imagina. Os sistemas e práticas que levaram sua empresa ao nível atual não serão os únicos que a levarão ao próximo nível. Falta de flexibilidade para mudar é uma sentença de morte para as empresas.

7. Medo

É uma âncora que atrapalha empresários na hora de transformar bons negócios em grandes empresas. Ele nos impede de agir com ousadia. A chave para o crescimento são novas ideias, inovação e formas diferentes de fazer negócios. E isso começa com a remoção de velhas atitudes para que haja espaço para o novo.

Fonte: Entrepreneur