Blog

Gestão é a nossa causa.

ALÉM DA GRANDE IDEIA: CASES VALEN & BRASCO

Sabemos que os desafios de empreender vão muito “Além da grande ideia”. Por isso, trouxemos os cases do Gabriel Drumond, sócio-fundador do Mercado Brasco, e do Alexandre Godoy, sócio-fundador do Valen Bar. Eles compartilharam conosco alguns desafios e aprendizados do processo de gestão após a concepção da ideia dos seus negócios!

Confira os principais insights deste bate-papo:

#1 A EXPANSÃO PRECISA RESPEITAR A ESSÊNCIA DO NEGÓCIO

O processo de expansão, para muitos negócios, acontece pela oportunidade, e não pela estratégia. Sendo assim, oportunidades diversas surgem, a paixão pelo negócio impulsiona e a vontade de crescer está presente.

De qualquer maneira, um elemento chave para que essa expansão aconteça de forma saudável é manter em mente aquilo que fez o negócio ser um sucesso em um primeiro momento. Quais são as bases das quais não abrimos mão? O que compõe a essência do negócio e não pode ser deixado de lado? Aonde queremos chegar?

Nesse sentido, ter clareza sobre esses aspectos traz segurança para o processo de crescimento e impulsiona a perenidade do negócio.

#2 DIVERSIFICAR E APRENDER

Saber a hora de diversificar as fontes de receita, inovar dentro do modelo de negócio e propor novas soluções para novos problemas é um ponto chave para a durabilidade dos negócios.

Dessa maneira, apostar no crescimento não só vertical, mas também horizontal, é uma estratégia importante para garantir a sustentabilidade a longo prazo do negócio.

#3 O PROCESSO DE GESTÃO DE CRISE

É muito pertinente pensar sobre o processo de gestão de crise dentro do contexto do negócio. Afinal, existem muitos fatores de risco inerentes ao processo de empreender – sejam eles internos ou externos.

Portanto, em uma situação de crise, é muito importante:

  1. Usar a base de clientes: confiar nos clientes mais fiéis da marca e utilizá-los de forma a gerar insights e potencializar o negócio como um todo;
  2. Saber fazer uso do caixa: revisar processos do financeiro, garantir a conciliação bancária e usar os dados para a tomada de decisão;
  3. Utilizar projeções e diversificar: gerar novas hipóteses, projetar e testar a fim de criar maior solidez para a estrutura do negócio como um todo;
  4. Usar a base de parceiros: em momentos difíceis, principalmente aqueles compartilhados pelo mercado como um todo, criar boas e estratégicas parcerias pode ser uma ótima oportunidade para se manter competitivo e rentável.

#4 BENEFÍCIOS E DESAFIOS DA GESTÃO

  1. Previsibilidade: a gestão possibilita que o empreendedor anteveja e realize os movimentos necessários com segurança. Por exemplo, os indicadores são uma ferramenta muito importante para suportar a tomada de decisão, teste de hipóteses e melhoria da gestão e operação do negócio.
  2. Ter as informações nas mãos: a gestão traz clareza sobre o financeiro e proporciona domínio do negócio como um todo. Além disso, torna possível que se análise com base nos números os efeitos das ações executadas, além de gerar transparência entre todos os envolvidos no processo.
  3. Desafios: ao mesmo tempo, implantar a gestão não é tarefa fácil e, além de disciplina, exige mente aberta por parte dos tomadores de decisão. Muitas vezes, investir no fortalecimento da gestão implica abrir mão de seguir executando os processos como eles sempre foram executados. Sendo assim, é preciso abraçar novidades, novas formas de gerir/operar o negócio e vencer barreiras internas da equipe.

#5 NECESSIDADE DE DELEGAR TAREFAS

O papel do empreendedor pode mudar, mas a paixão continua. Dessa maneira, o empreendedor precisa aceitar que, em determinados pontos do ciclo da empresa, vai precisar exercitar a humildade e entender que outras pessoas podem executar tarefas que ele sempre executou.

Esse é um grande desafio, mas também um grande potencializador do crescimento do negócio. A reflexão constante sobre nossas competências e oportunidades de desenvolvimento é essencial para entendermos o momento certo de passar o bastão e dar mais autonomia para a equipe.

DICAS FINAIS

Depois de todos esses insights dos cases do Valen e do Brasco, nossos convidados fecharam esse bate-papo com algumas dicas importantes para quem quer empreender:

  1. Uma boa ideia não para em pé sem execução e sem gestão. Todo empreendedor é apaixonado pela sua ideia, mas precisa cuidar para que a paixão não mate o seu negócio.
  2. Desapego e distanciamento são super importantes para a perenidade e boa construção do negócio em si. O empreendedor não é a empresa.
  3. Falhar faz parte do processo e da vida de um empreendedor. O que faz diferença é tentar, falhar, aprender e seguir evoluindo.
  4. Encontrar a própria definição de sucesso: Muitas vezes somos levados pela definição de sucesso dos outros. Fazer uma busca entre os sócios para entender quais os valores e regras inegociáveis.
  5.  Saber dizer não: muitas oportunidades aparecem e faz parte da estratégia dizer mais “não” do que “sim”. Atirar para todos os lados, na maioria das vezes, não é a melhor opção.

E você? Quais são as principais dificuldades que enfrenta no dia a dia para colocar a sua Grande Ideia de pé? Conta para nós!

E se quiser saber mais sobre gestão, indo além das dicas dos cases Valen e Brasco, preparamos um artigo que conta em todos os detalhes os pontos fundamentais da gestão nos negócios.