Blog

Gestão é a nossa causa.
visão

Visão de uma empresa: qual o sonho grande do negócio?

Já comentamos em outros conteúdos aqui sobre a importância da definição de norteadores estratégicos para uma empresa. Os norteadores são a base da formulação estratégica – e os grandes responsáveis por fazer a tomada estratégica do dia a dia ser acertada. 

Dentre os norteadores, a visão ocupa o espaço central, pois ela direciona a empresa para onde ela quer chegar. Nesse sentido, a visão é responsável por alinhar toda gestão da empresa: objetivos, indicadores, metas e ações. Portanto, sem a clareza da visão, a empresa corre o risco de ficar estagnada pelo efeito de uma tomada de decisões que não direciona os esforços para a mesma direção.

O que é visão de uma empresa?

A visão de uma empresa é o seu sonho grande. Por isso, ela descreve onde a empresa quer chegar, como se imagina no longo prazo e deixa claro os objetivos principais a serem alcançados. Além disso, dos norteadores, ela é a única que muda com o tempo. Deve ser construída para o longo prazo (10 anos, por exemplo) e muda ao ser atingida.

Sendo assim, a visão de uma empresa precisa ser desafiadora. Não podemos descrever como visão algo que ela já conquistou – ou está muito próxima de conquistar. Dessa forma, ela precisa direcionar a empresa para a busca de novos objetivos – e vai orientar todos os projetos e ações estratégicas a serem feitas pela empresa.

Qual a diferença de visão e missão?

A diferença entre visão e missão talvez seja uma das principais dúvidas do empresário ou empreendedor que inicia a definição de norteadores. A diferença entre ambas, no entanto, é bem importante e tem impactos relevantes na tomada de decisão. Dessa maneira, a missão responde o que a empresa faz; enquanto a visão define aonde ela quer chegar. Claro que para chegar aonde ela espera, parte-se do pressuposto que a empresa vai ter que fazer cada vez melhor a sua “missão” – e justamente neste ponto ambas se conectam.

Assim, a missão vai ter impacto na tomada de decisão sobre o presente da empresa. Ela vai impactar muito nas decisões da área comercial, por exemplo, pois precisamos sempre respeitar e reforçar a nossa missão. Por sua vez, a visão tem impacto nas decisões de futuro – o que vamos fazer para mudar os resultados da empresa, por exemplo.

Sendo assim, a missão da empresa e a visão são extremamente complementares, mas bem diferentes. A missão revela o que a empresa faz – e vai buscar fazer cada vez melhor; enquanto a visão determina onde a empresa quer chegar.

Qual a importância da visão de uma empresa?

Uma empresa sem uma visão clara não consegue fazer gestão de forma adequada. Ou seja, é impossível tomar boas decisões, desenvolver estratégias e projetos se não houver uma clareza de onde a empresa quer chegar. A ausência de visão causa uma “competição interna”, de maneira que cada iniciativa estratégica leva a um lugar diferente – causando o efeito de estagnação no negócio. A figura abaixo ilustra a importância da boa definição e divulgação da visão em uma empresa.

Sendo assim, a visão é o primeiro passo para que a empresa faça gestão. A partir dela são identificados elementos principais que são desdobrados em ciclos, objetivos, indicadores, metas e ações. A visão é o ponto de partida de qualquer planejamento estratégico – e você pode ler mais sobre o tema com o nosso artigo Planejamento estratégico: o aliado dos resultados.

Como definir a visão de uma empresa?

O primeiro passo para a definição da visão da empresa é o alinhamento das ambições entre sócios. Nesse sentido, é importante que haja um alinhamento sobre questões como:

  • Quais as minhas ambições pessoais?
  • O que espero da empresa?
  • Como imagino a empresa no futuro?

O alinhamento destas questões é crucial para a assertividade de qualquer processo de planejamento. Costumamos dizer que a estrutura societária é a “base” para a estratégia. Em outras palavras, ela não vai funcionar se não houver um alinhamento prévio entre os sócios.

Após o alinhamento entre sócios, também é interessante envolver os demais colaboradores no processo. Para facilitar, quanto mais criativo for o exercício de brainstorm, melhor. Para uma boa definição de visão é importante que a empresa enxergue os diferentes caminhos que ela poderia escolher trilhar. Algumas questões importantes nesse processo de reflexão:

  • Qual o sonho da empresa?
  • Como imaginamos ela em cinco e 10 anos?
  • Como vai ser a empresa no futuro? Quantos colaboradores, qual tamanho, quais produtos e serviços?

Pensar nos objetivos para os diferentes “públicos” da empresa também é um caminho importante: o que a empresa precisa fazer para atender as expectativas dos sócios? E dos colaboradores? E dos clientes? Essas questões vão permitir que muitos “elementos” sejam mapeados. Depois disso, trata-se de um exercício criativo para condensar todos os aspectos em uma frase concisa clara e que responda diretamente onde a empresa quer chegar.

Exemplos de visão de uma empresa

Nossa visão na 4CINCO é “ser a principal empresa de gestão do Rio Grande do Sul”. Talvez essa frase diga pouco para quem “vê de fora” mas, internamente, temos um grande alinhamento sobre o que cada elemento representa na estratégia da empresa. 

Por exemplo, quando dizemos que queremos ser a “principal empresa”, isso representa que precisamos ter nossas três unidades de negócio funcionando em harmonia. Afinal, não queremos ser a principal consultoria; e sim a principal empresa. Além disso, a própria palavra “principal” também diz muito. A principal é uma empresa grande, relevante, bem organizada, lucrativa e com relevância de marca.

É importante reforçar, então, que a visão precisa estar clara para a sua equipe interna; e não para o mercado. Afinal, o caminho de futuro da empresa apenas diz respeito aqueles que trabalham na mesma. Abaixo mais alguns exemplos de empresas conhecidas que divulgam as suas visões:

  • AMBEV – Ser a melhor empresa de bebidas do mundo, unindo as pessoas em um mundo melhor;
  • GOOGLE – Ser referência mundial em inovação e organização de conteúdo, agregando conhecimento e bem estar à sociedade;
  • DISNEY – Criar um mundo onde todos possam se sentir crianças.

Quer saber mais sobre outros norteadores estratégicos? Então confira, também, nosso conteúdo exclusivo sobre valores de uma empresa!

Leave a Reply